quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Lucas Pereira - Garoto ainda está desaparecido


Lucas pereira
Lucas Pereira
JOÃO CRUZUÉ
Blog Olhar Cristão - 07.ago.2008

O garoto Lucas Pereira, desaparecido em São Carlos-SP há 47 dias, desde 21 de junho de 2008, ainda não foi encontrado e as investigações sobre seu caso encontram-se sem progressos. O caso tem sido objeto de exaustivas entrevistas na TV, mas de concreto não houve nenhum avanço. Lucas e seus pais precisam de nossas orações.

Lucas não foi o primeiro garoto a desaparecer no Bairo Jardim Beatriz em São Carlos. Em 15 de setembro de 2002, a 300 metros da casa onde mora a avó de Lucas, também desapareceu misteriosamente um outro garoto de nome Patrick Jeans Francisco, de 4 anos. O reporter policial Gil Gomes esteve em São Carlos em 2002 com sua equipe e realizou algumas reportagens sobre o caso, para a Rede TV e uma emissora de Rádio de São Paulo.

Naquela época o garoto Patrick foi encontrado morto na mata fechada de 20 alqueires, que existe no lugar da antiga Pedreira Bandeirantes, bem em frente as casas do Jardim Beatriz. O caso Patrick corre em segredo de justiça e ainda se encontra sem solução na Vara da Infância e Juventude de São Carlos.

Segundo a mãe de Lucas, as autoridades policiais do Município de São Carlos afirmam que o caso do garoto Patrick não tem relação com o desaparecimento de seu filho, Lucas Pereira. Uma vez que o caso anterior corre ainda em segredo de justiça e que nada foi esclarecido, Dona Érika crê, de acordo com seu comentário deixado neste blog, que os dois casos de desaparecimento têm muitas semelhanças.

A diferença entre os dois casos é que Lucas ainda não foi encontrado. Mas duas crianças da mesma idade desaparecidas no mesmo bairro, morando a 300 metros de distância, pode levar a um pressentimento ruim: de que os dois casos podem ter uma ligação comum: o mesmo assassino.

Reportagem de João Cruzué, para o Blog Olhar Cristão.


O que a mídia já publicou:
1 .JORNAL SÃO CARLOS AGORA
www.saocarlosagora.com.br
Data: 24.06.2008

"PM acredita que o pequeno Lucas possa ter sido raptado

Após quatro dias de intensas buscas, os trabalhos foram interrompidos hoje, devido a chuva que cai sobre a cidade. Desde ontem (23) Uma força tarefa com a participação de parentes, policiais, bombeiros e até atiradores do Tiro de Guerra, pertencentes ao Exército procuram o pequeno Lucas Pereira, 2 anos, que, a principio, sumiu no último

sábado, em meio a uma mata próxima a casa da família no Jardim Beatriz, em São Carlos. A família não sabe como sumiu. A nova suspeita é que o garoto possa ter sido raptado. "Não sabemos exatamente o que aconteceu, mas a nossa principal desconfiança é que o irmãozinho mais velho dele, de seis anos de idade, abriu o portão para ir até a casa do primo que é vizinho e o Lucas saiu junto sem ninguém perceber nada", diz o tio do menino, Marco Antônio Pereira. As crianças estavam em casa junto com a avó que fazia a comida e limpava os cômodos.

O garoto, segundo o tio, morava em um condomínio no Rio de Janeiro e tinha acabado de se mudar para São Carlos junto com a mãe, que nasceu na cidade. O pai é engenheiro e trabalha em uma plataforma da Petrobrás. Hoje, devido a uma chuva que cai na cidade, as buscas foram interrompidas.

Ontem, a força tarefa percorreu quase 160 hectares da mata. "Isso (mata) era uma pedreira que foi abandonada e sempre foi um risco. Há uns três anos um outro menino sumiu aqui e, depois, foi encontrado morto", lembra o tio. Os pais do menino não foram encontrados para comentar o desaparecimento. O tio, inclusive, não estava conseguindo contato com a irmã na manhã de hoje. A família procurava uma casa e pretendia se mudar para São Carlos.

O comandante interino da 1ª Companhia de Policiamento Militar, de São Carlos, tenente Paulo Roberto Nucci Junior, acredita que o menino não tenha desaparecido na mata. "Procuramos por tudo e não encontramos nem sinal da criança", afirma o policial que estuda se novas buscas serão realizadas. "Já estamos trabalhando com a hipótese do menino ter sido levado por alguém", adianta o tenente, sem dar mais detalhes."


2 . JORNAL SÃO CARLOS AGORA
julho/2008
www.saocarlosagora.com.br

A família e toda Polícia Civil de São Carlos ainda procuram informações que possam levar até o menino Lucas, de 3 anos e 6 meses, desaparecido desde a manhã do dia 21 de junho no Jardim Beatriz, zona sul de São Carlos.

O pai do garoto, o engenheiro Antonio Carlos Ratto, 57, disse que está disposto a pagar uma recompensa a quem der informações sobre o paradeiro do seu filho. “Nós não já fizemos de tudo para encontrar o Lucas. Já andamos por vários locais de São Carlos e região a procura de meu filho, mas até agora não conseguimos informações ou recebemos qualquer telefonema que possa nos confortar”, disse Ratto.

O engenheiro também deu uma declaração onde agradece a todos pela ajuda. “O que eu mais quero é encontrar o meu filho. Eu quero agradecer as pessoas que vem fazendo orações pelo meu menino. Eu fico ao lado do telefone esperando que ele toque e venha a notícia que ele está vivo. Quem fez isso não sabe o que minha família está sofrendo. A Petrobrás pra quem eu presto serviços há mais de 30 anos, vem me auxiliando me deixando nesta hora tão difícil em São Carlos. A empresa entende minha situação. Eu não consigo pensar no trabalho. Este menino é minha vida. Quem fez isto não sabe o mal que fez. Ele é uma criança, mal sabe falar. Eu oro todas as noites e peço para que o meu filho esteja bem. Eu tento, mas não consigo entender o porquê de tudo isto”, diz.

Angústia e desespero - Desde da manhã do dia 21(sábado), o desaparecimento do menino Lucas Pereira de 3 anos e seis meses, levou ao desespero a família do engenheiro da Petrobrás Antonio Carlos Ratto, 57, que foi afastado da empresa para tentar resolver o problema com o filho.

Lucas reside com os pais em um condomínio fechado no bairro Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro e teria vindo no mês de maio com a mãe, a desenhista de modas Marcelene Érika Pereira, 33 e, outros dois irmãos, à nossa cidade onde residem os familiares.

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) continua investigando o misterioso caso e realiza levantamentos, bem como procura alguma pista que possa levar ao encontro de Lucas, que pode ter sido levado por alguma pessoa.

Marcelene, diz que o filho estaria na casa de sua mãe Otacília Leonardo Pereira, localizada na rua Coronel Leopoldo Prado, 2200, no Jardim Beatriz e uma cunhada ajudava olhar a criança, quando Lucas desapareceu.

Antonio Carlos que deixou seu trabalho na bacia de Campos, nos poços de petróleo em alto mar na plataforma P-16 da Petrobrás, insiste na procura do filho: “Eu nunca vou deixar de procurar meu filho. Ele é minha vida”.

Recompensa - Ainda muito abalado, o engenheiro Antonio Carlos Ratto, 57, diz que devido à falta de informação, ele oferece uma recompensa de R$ 30 mil, para quem ligar à polícia e der informações seguras de onde seu filho possa ser localizado.

197 (Polícia Civil);
190 (Polícia Militar);
181 (Disque Denúncia).


Leia as Mensagens Cristãs de João Cruzué
para melhorar o ânimo de quem esteja precisando.


Blog Olhar Cristão
Fale conosco: cruzue@gmail.com


.

2 comentários:

Erika disse...

LUCAS PEREIRA, MEU FILHO AINDA CONTINUA DESAPARECIDO, A SAUDADE APERTA A CADA SEGUNDA, PEÇO A DEUS QUE ABREVIE OS DIAS AQUI NA TERRA, PARA A VOLTA DE MEU FILHINHO AMADO, POIS FALTAM POUCOS DIAS PARA COMPLETAR 2 MESES SEM SABER UMA PISTA SE QUER SOBRE O PARADEIRO DESTE ANJINHO, MINHA VIDA TEM SIDO INCERTA SEM ELE, FAZ MUITA FALTA ,DEUS IMPLORO TRAGA MEU FILHO DE VOLTA.CLAMO PELA MISERICÓRDIA DE DEUS PARA COM MEU FILHO, QUE O SENHOR QUE TUDO PODE PROTEJA SUA VIDA E INTEGRIDADE FISICA.E QUE TRAGA A PAZ EM NOSOS CORAÇÕES... POR QUE A TEM SIDO INTENSA...

nenhum disse...

é triste a dor desses pais meu deus é dificil encontrar palavras pra dizer numa situação como essa q triste se fosse comigo ñ sei oq seria de mim,então a unica coisa q resta é pedir a deus pra dar forças a essa familia q passa por esse momento de dor enexplicavel pesso a deus q continuem a vida de v6 trabalhado com esperança de q tudo vai dar serto. deus abençõe v6