sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Irmã Ruth Doris Lemos do IBAD foi reger um coral na Glória


Nossos sentimentos

à grande família Ibadiana

Coral Ibad 2
Coral do Jubileu de Ouro do IBAD - Regência da Irmã Doris
(YouTube)


"Ó Senhor enche-me com teu Espírito
E com teu poder e fogo
Toma este vaso, ó vem moldá-lo
Prá servir na tua obra Senhor.

Fala Senhor quero ouvir a tua voz
Ponha a tua mão sobre mim
Fixa meus olhos firme e suave
E unja minha vida, prepara-me Senhor.

Toma minha vida, vem consagrá-la
Para servir na tua Obra Senhor."
(Coral do Jubileu de Ouro do IBAD)

João Cruzué

No Dia Internacional da Mulher 2009 fizemos uma justa homenagem,em vida, à Irmã Ruth Doris Lemos, que tivemos o prazer de conhecer e entrevistar no final dos anos 80. Ficamos muito tristes por ela nos ter deixado, mas satisfeitos pelo privilégio de conhecer seu testemunho de vida. Ela gastou e se deixou gastar na obra missionária, adotando o Brasil com seu lar definitivo. Pelas suas mãos passaram milhares de jovens seminaristas brasileiros e estrangeiros.

Se hoje podemos ver Institutos Bíblicos e Faculdades de Teologia espalhados por todo Brasil, a História do IBAD nos mostra que o casal Kolenda Lemos passou por tempos muito difíceis. Pela ignorância e falta de visão dos líderes das Assembleias de Deus Paulista dos anos 50 e 60. Exceção feita ao Pastor João de Oliveira.

O IBAD poderia ter sido inaugurado em São Paulo, mas teve que ficar longe, em Pindamonhangaba. Nos primeiros anos, ela dava aulas de inglês, para sustentar a implatação do IBAD. Há muito mais na entrevista.

Irmã Ruth Doris Lemos era Pastora credenciada pelas AGs dos Estados Unidos desde os anos 60. Tive a oportunidade conhecê-la no final dos anos 80, quando publiquei sua entrevista no Jornal Arauto Cristão contando os detalhes da História do IBAD - o pioneiro, o melhor Instituto de formação teológica das Assembléias de Deus no Brasil.

Homenagem à Irmã Doris Lemos no Dia Internacional da Mulher 2009



Cerimônia de despedida com corpo presente às 11:00h de 24.10.2009, na Capela do IBAD.
Sepultamento marcado para as 13:00h, no Cemitério de Pindamonhangaba.




.


segunda-feira, 12 de outubro de 2009

PL 122 - Evangélico fale com o Senador do seu Estado


FORMULÁRIO DE COMUNICAÇÃO COM O SENADO FEDERAL

Alo

Endereço do formulário:
Alô Senado

João Cruzué

Use o espaço Alô Senado sempre que quiser manifestar-se sobre algum assunto.

Clique na figura ou use o Link para acessar o formulário e expressar sua opinião. Seja educado. use o pronome de tratamento adequado: Excelentíssimo Senhor Senador ou Excelência. Não escreva qualquer coisa. É melhor fazer uma redação curta, planejada, objetiva e com a ortografia correta. E não se esqueça: fale principalmente para os senadores do seu estado.


Renan da Costa colaborou para esta informação.

----------------

Fale aqui com o Senador do seu Estado

Modelo de um texto. É para que você tenha uma ideia

NÃO É PARA COPIAR . TEM QUE SER PESSOAL

Excelência,

Sobre o PLC 122/2006

Entendo os interesses dos Homossexuais quanto as garantias de união civil e combate à discriminação.

Como cidadão estou preocupado: A redação que pretende alterar as leis usa o termo "preferências sexuais". Ora, este termo é muito abrangente, inclue até pedófilos.

Como evangélico, conhecedor dos efeitos da lei no exterior, não quero perder o direito de crítica à opção homossexual, nem quero ser preso por ensinar diferente na Igreja e na minha casa.


-----------------------

DESTINO:

Para os Senadores do meu Estado - São Paulo.






domingo, 11 de outubro de 2009

Crianças - A Visão Mundial de Bob Pierce


HISTÓRIA

Tradução: João Cruzué

Bob Pierce, fundador da ONG internacional Visão Mundial

A World Vision teve início com a visão de um homem – O Reverendo Bob Pierce.
.

Em 1947 Bob Pierce conheceu uma professora chamada Tena Hoelkedor, durante uma viagem à China. Ela lhe apresentou uma criança espancada e abandonada chamada White Jade. Incapaz de cuidar dela, a professora perguntou: “O que o senhor vai fazer por ela?” Então, o Reverendo Pierce lhe deu seus últimos 5 dólares, e combinou de enviar, todo mês, a mesma quantia, para ajudar aquela mulher a cuidar da menina.

Aquele encontro trouxe uma virada na vida de Bob Pierce. E foi assim que em 1950 ele fundou uma organização dedicada a ajudar crianças do mundo inteiro, chamada World Vision. O seu primeiro programa de patrocínio infantil começou três anos depois, para atender as necessidades de centenas de milhares de crianças órfãs coreanas, do final da Guerra da Coréia.

Durante as próximas décadas, a Visão Mundial estendeu seu trabalho a todas as partes da Ásia, América Latina, a África, o Oriente Médio e Europa Oriental. Os recursos do patrocínio infantil assistiram crianças pobres com comida, educação, cuidado de saúde e formação profissional.

Nos anos 70, a Visão Mundial abraçou um amplo modelo de desenvolvimento comunitário e estabeleceu uma divisão de socorro de emergência. Ela tentou atingir as causas da pobreza concentrando-se em atender necessidades comunitárias tais como: água, saneamento, educação, saúde, treinamento de lideranças e programas de geração de renda.

A Visão Mundial iniciou o século XXI fortalecendo seus esforços de advocacia, particularmente em questões relacionadas á sobrevivência infantil e diminuição da pobreza. Se tornou mais ativa em parcerias com governos, empresas e outras organizações em questões ligadas ao trabalho infantil, crianças em conflitos armados e à exploração sexual de mulheres e crianças.

A Visão Mundial se tornou uma organização líder em questões humanitárias. Aproximadamente 31,000 membros de pessoal implementam programas de desenvolvimento comunitário, ajuda de emergência e promoção de justiça em quase 100 países.


O QUE FAZ A VISÃO MUNDIAL


A Visão Mundial trabalha com desenvolvimento comunitário, ajuda em desastres, e advocacia.

Transformando Comunidades
Transforming communitiesCom a pobreza tem causas locais e globais, a Visão Mundial opera dentro das comunidades e através de áreas geográficas para ajudar indivíduos e grupos a melhorar o bem-estar de crianças e a superar a pobreza.

Resposta aos Desastres
Responding to disastersQuando os disastres sobrevêm, a World Vision fica globalmente posicionada para ajudar com gêneros de primeira necessidade tais como: alimentos, água e abrigo. A Visão Mundial também trabalha junto à comunidade para a recuperação pós-desastre e prevenção de futuras catástrofes.

Buscando uma Mudança Global
Seeking global change
A Visão Mundial engaja instituições, doadores e o grande público, para atacar os problemas globais que perpetuam a pobreza. O staff da advocacia capacita as comunidades a defender seus direitos, tanto local como globalmente.

Comentários: No mês de novembro tivemos a oportunidade de conhecer o pastor e conferencista luterano, Valdir Raul Steuernagel, na abertura da Conferência Missionária 2008 da Igreja Batista do Morumbi. O pastor Valdir foi durante alguns anos o Presidente do Conselho Administrativo da Visão Mundial Internacional ( World Vision). Na ocasião se mostrava preocupado com a atual e grave crise financeira. Chegando de uma recente viagem à Moçambique e África, afirmou que quando uma crise mundial se aproxima, os primeiros recursos a minguarem são os fundos destinados às causas humanitárias por governos e empresas. A primeira vítima da crise, disse ele, é a solidariedade. Também impresionou-me seu relatório abordando o lado espíritual de certos lugares de extrema miséria no mundo, como os campos de refugiados de Darfur no Oeste do Sudão. Ele disse com todas as letras que não existe em lugar nenhum do mundo um lugar onde um processo demoníaco de aniquilação é tão evidente quanto em Darfur. Disse que ao andar ali um cristão se angustia em ver, sentir e ouvir um processo destrutivo interminável. Que em pleno século XXI ninguém conseguiu deter ainda. Uma mistura de pavor, impotência, angústica ao ser confrontado com uma situação onde todos os tipos de misérias se aglutinam para humilhar, quebrantar, matar pela fome, pela doença, pela sede, violência - enfim - eu entendi de suas palavras que a última palavra em ação destrutiva com todos os requintes do inferno está acontecendo ali, cravado bem no coração da África.

Como não vi publicado em lugar algum, vou reportar que a Prefeitura do Município de São Paulo, através do Decreto 50.299 de 05/12/2008, publicado do DOC de 06/12/2008, delegou competência ao Secretário Municipal de Participação e Parceria, Sr. José Ricardo Franco Montoro, para representar o Município de São Paulo na assinatura de Contrato de Subvenção entre a PMSP e a Visão Mundial, cujo objeto é a implementação de atividades de gerenciamento do Centro de Refer~encia da Mulher, voltado ao atendimento da demanda de mulheres em situação de vulnerabilidade social e/ou casos de violência doméstica.

Também, ainda sobre a Visão Mundial, nosso contato para confirmação de assuntos de perseguição religiosa na Índia, irmão Jyoti, é missionário da World Vision, que trabalha entre outras coisas em campos de plantio de arroz em West Bengal para atender comunidades carentes.

Muito inspiradora esta visão inicial da WWI. Um fato deu conseqüência a um ato de solidariedade humana, que ao se repetir, deu lugar a uma visão; e depois uma instuição de renome mundial. tE 60 anos depois, cresceu tanto ao ponto de estender suas mãos generosas que ajudam pessoas em quase 100 países, inclusive no Brasil.

João Cruzué.

cruzue@gmail.com

.

domingo, 27 de setembro de 2009

Rede Record Inaugura o Portal R7

INAUGURAÇÃO EM 27.09.2009

.

Até às 20:12 apresentava falha de carregamento


Entrada na Rede às 20:15.


Já a interatividade não estava funcionando. Tentei enviar uma sugestão sobre as cores do logo, sem resultado. Imagino que ao longo da semana isso possa ser solucionado.

O envio de mensagem não funcionou às 20:27h.


João Cruzué

.
.

domingo, 20 de setembro de 2009

Prêmio Blogueiro Cristão 2009


.
ATUALIZADO PARA JUNHO 2010
.


Aos blogueiros cristãos que publicam conteúdo na Web

João Cruzué

Vem aí a QUARTA edição do Prêmio Blogueiro Cristão. Além do prêmio, mais R$500,00 em dinheiro. Regras e informações no menu CONCURSO do cabeçalho do blog Olhar Cristão.



.

domingo, 13 de setembro de 2009

Dia Nacional de Missões - 2º domingo de setembro


PARTICIPE VOCÊ TAMBÉM.


UBEMISS
UBE - União de blogueiros Evangélicos
João Cruzué

Quero parabenizar o Sammis Reachers pela iniciativa da 2ª BLOGAGEM MISSIONÁRIA COLETIVA UBE. Ele, junto com o Irmão Eliseu, são meus companheiros de trabalho na moderação e administração da Comunidade UBE NING.

Desejo aproveitar esta oportunidade, para deixar registrado também algumas palavras sobre o assunto. Sei que todo dia é dia de missões cristãs, mas hoje é um dia muito especial: é o segundo domingo de setembro - Dia Nacional de Missões.

Partindo do princípio que todo blogueiro evangélico tem empatia por Missões. Publica textos sobre Missões. Conhece pessoas de sua intimidade que são missionários. Sabe também quem são os Missionários da Igreja onde congrega ou atua. É preciso ir além de publicar, e de conhecer, e de falar sobre missões. É preciso ir mais além: contribuir $ para missões, assumindo um compromisso ao menos de um ano com DEUS.

Não me sinto no direito de dizer PARA QUEM você deva contribuir. Mas posso lhe sugerir COMO contribuir. É um ensino ortodoxo de pastores antigos. Dentre eles posso citar o nome do grande servo de Deus canadense Oswald Smith, autor de muitos hinos e muitos, detre os quais posso destacar "O Clamor do Mundo".

Para fazer um compromisso de contribuição com DEUS e ser abençoado, sua contribuição deveria ser um valor anual. Você ora ao Senhor e vai meditando até chegar a um valor real de contribuição anual. Isto feito, você propõe isso para Deus em oração pessoal. Espontaneamente. Missões é compromisso real, por isso não é bom contribuir por acaso ou de vez em quando. Mas por compromisso.

Vou lembrar algumas opções sobre o PARA QUEM contribuir.

PRIMEIRA: você pode entregar sua contribuição para a Secretaria de Missões
ou órgão similar da sua Igreja. Dessa forma você estaria contribuindo indiretamente.

SEGUNDA: Se o Missionário é da sua congregação, e você vê que ele é mesmo um Servo de Deus, você poderia fazer contribuir diretamente na c/c dele.

TERCEIRA: se você já contribue para o órgão de Missões da sua Igreja, mas gostaria de contribuir diretamente para alguém que esteja trabalhando em missões regionais ou transculturais, minha sugestão é que ore, se informe com alguém da sua confiança, para que a contribuição chegue às mãos da pessoa que Deus queira.


Terminando. Uma vez que o Espírito Santo é a pessoa mais interessada em convencer o mundo do pecado e atuar no sentido de levar o conhecimento da Verdade a todos, na minha opinião, não existiria nenhum cristão obtuso à missões. E nenhum blogueiro que ficasse apenas publicando sobre missões.

A publicação virtual é muito importante. Sou uma das pessoas que mais trabalha para levar mais cristãos a publicar conteúdo na WEB. Mas não posso deixar de pontuar, também, que o virtual sem o amparo de ações reais é com um vaso belo na forma, mas vazio de conteúdo.


..........

Endereço IIª Blogagem Missionária Coletiva da UBE. Participe, divulgue e deixe seu comentário.



.



quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Fuvest 2010 - segunda via do boleto bancário


UTILIDADE PÚBLICA - BLOG JORNAL CRISTÃO

Photobucket

João Cruzué

Um parente meu precisava da segunda vida do Boleto Bancário da inscrição da Fuvest. Então, pediu-me ajuda para imprimir o papel. Vou deixar abaixo os dois links para que você não precise perder tempo. Caso não tenho feito sua inscrição, veja o terceiro link.

Link para emissão 2ª via Boleto Bancário da Inscrição: Acesso Inscrição Pessoal

Link para relembrar nome de USUÁRIO e SENHA: Lembrar Usuário e Senha

Link para fazer a INSCRIÇÃO e emitir o boleto bancário: Cadastro Fuvest 2010


Boa sorte,

João Cruzué - Blog Olhar Cristão

cruzue@gmail.com




.

sábado, 29 de agosto de 2009

Projeto de Lei 5598/09 - Garantias e Direitos para a Igreja Evangélica

.

A Bíblia Sagrada - Referência evangélica
João Cruzué

Aos leitores do Blog Olhar Cristão

Comentário: Apresento em primeira mão este assunto político/religioso que mostra a reação dos representantes evangélicos no Congresso Nacional. É bem verdade que a Igreja do Senhor não precisa de tutela, a não ser do Espírito Santo de Deus, mas por outro lado, à semelhança do que ocorreu no livro de Ester, não podemos andar a reboque da sociedade. O Brasil, creio, é o único país to mundo com amplas liberdade de culto e de criação de instituições religiosas. Isso tem sido muito criticado, apedrejado, naturalmente por ateus cujas posições não deixa de ser religiosas. Existe um pensamento tendencioso entre os grandes formadores de opinião desta nação, que o povo evangélico são um bando de coitadinhos explorados sistematicamente por pastores e bispos ladrões e avarentos. Mostram continuamente apenas o lado ruim da Igreja Evangélica, sem louvar o benefício de sua atuação. Há laranjas podres no meio evangélico? Sim! Como também existem em qualquer seguimento social. Até entre os doze discípulos de cristo houve.

Aquilo que os ateus e materialistas do jornalismo brasileiro classificam de oportunismo, nós vemos de outra forma. Uma reação nossa a um pensamento anti-cristão, que vem ditando normas legais e comportamentais em um país de maioria cristã. Se pudessem, fechariam nossas Igrejas e diriam para nós que Deus não existe. Eles dizem que nossa fé é perda de tempo, fraqueza de homens e mulheres ignorantes. E nós ficamos quietos.

Isto é, ficávamos! Se nós, o povo cristão, nos calarmos diante das graves diferenças econômicas e necessidades nacionais, quem HOJE em nosso lugar teria coragem e força para trabalhar em um projeto neste sentido?

Nós, evangélicos, agradecemos a crítica construtiva e justa de toda sociedade. É justo que as autoridades fiscais fiscalizem, multem, prendam e coibam desvios de conduta de pastores e bispos. Isto produz um efeito benéfico, de ensinar que eles não são deuses para fazer tudo que acham "verdadeiro". O que não é justo e não podemos tolerar é o rótulo. O preconceito. A mentira. A discrimação da fé. O nazismo. A ditadura atéia.


PROJETO DE LEI N.º 5.598, DE 2009
Deputado Federal/MG - George Hilton


"Dispõe sobre as Garantias e Direitos Fundamentais ao Livre Exercício da Crença e dos Cultos Religiosos, estabelecidos nos incisos VI, VII e VIII do art. 5º, e no § 1º do art. 210 da Constituição da República Federativa do Brasil.

Explicação da Ementa:
Regulamenta a Constituição Federal de 1988.

Despacho:
26/8/2009 - NOVO DESPACHO: Constitua-se Comissão Especial, conforme determina o art. 34, inciso II, do RICD, tendo em vista a competência das seguintes Comissões: CTASP, CEC, CFT (mérito e art. 54) e CCJC (mérito e art. 54). Proposição sujeita à apreciação do Plenário. Regime de tramitação: Prioridade. Oficie-se. Publique-se.

DESPACHO INICIAL
ÀS COMISSÕES DE:
EDUCAÇÃO E CULTURA;
FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO (MÉRITO E ART. 54, RICD) E
CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA (MÉRITO E ART. 54, RICD)

JUSTIFICAÇÃO:
Desde o início da vigência da Constituição Federal de 1988, o Brasil tem experimentado os direitos e garantias previstas na Carta Magna com respeito às religiões, aos cultos religiosos e à assistência religiosa, assegurada a laicidade do Estado brasileiro. Passados mais de 20 anos, podemos observar ao longo desse tempo fatos, discussões e decisões judiciais, inclusive alguns de natureza polêmica, que amadureceram algumas idéias e teses necessárias à regulamentação constitucional nessa área, especialmente nos incisos VI, VII e VIII do artigo 5º, e no § 1º do artigo 210 da Constituição em vigor.

Corrobora para esta necessidade de regulamentação, o Acordo entre a República Federativa do Brasil e a Santa Sé, relativo ao Estatuto Jurídico da Igreja Católica no Brasil, assinado na Cidade-Estado do Vaticano, em 13 de novembro de 2008. O referido acordo traz uma série de garantias em benefício da Igreja Católica Apostólica Romana, com a maioria dos quais concordamos plenamente.

E é justamente por entender que o Princípio da Igualdade constitucional das religiões em nosso País, pelo qual todas as confissões de fé, independente da quantidade de membros ou seguidores ou do poderio econômico e patrimonial devem ser iguais perante a Lei, que apresentamos esta proposta que não somente beneficiará a Igreja Romana, mas também dará as mesmas oportunidades às demais religiões, seja de matriz africana, islâmica, protestante, evangélica, budista, hinduísta, entre tantas outras que encontram na tolerância da pátria brasileira um espaço para divulgar sua fé e crença em favor de milhões de pessoas que por elas são beneficiadas.

Não bastasse esse foco de visão religiosa, muitas das instituições religiosas têm eficientes e reconhecidos trabalhos na área da educação, da assistência social, do tratamento de dependentes químicos e até da saúde do ponto de vista médico.
Desse modo, é que, no mesmo lastro daquele Acordo assinado pelo Presidente Luis Inácio Lula da Silva, no Vaticano, em 2008, que apresentamos este Projeto de Lei, o qual, para sacramentar e entender tanto a laicidade do Estado brasileiro quanto o Princípio da Igualdade, pode ser chamado de Lei Geral das Religiões.

Por isso, temos a plena certeza de que podemos contar com o apoio de todos os Nobres Pares pela aprovação deste Projeto

Sala das Sessões, 08 de julho de 2009.

PUBLICAÇÃO INICIAL
Art. 137, caput - RICD

[TEOR]

Art. 1º. Esta lei estabelece mecanismos que asseguram o livre exercício religioso, a proteção aos locais de cultos e suas liturgias e a inviolabilidade de crença no país, regulamentando os incisos VI, VII e VIII do artigo 5º e o § 1º do artigo 210 da Constituição da República Federativa do Brasil.

Art. 2º. É reconhecido às instituições religiosas o direito de desempenhar suas atividades religiosas, garantindo o exercício público de suas atividades, observado o ordenamento jurídico brasileiro.

Art. 3º. É reconhecida pelo Estado Brasileiro a personalidade jurídica das Instituições Religiosas desde que não contrarie as exigências constitucionais e as leis brasileiras

§ 1º. As denominações religiosas podem livremente criar, modificar ou extinguir suas instituições inclusive as mencionadas no caput deste artigo.

§ 2º. A personalidade jurídica das Instituições Religiosas é reconhecida pela República Federativa do Brasil mediante a inscrição no respectivo registro do ato de criação, nos termos da legislação brasileira, vedado ao poder público negar-lhes reconhecimento ou registro do ato de criação, devendo também ser averbadas todas as alterações por que passar o ato.

Art. 4º. As atividades desenvolvidas pelas pessoas jurídicas reconhecidas nos termos do Artigo 3º, que persigam fins de assistência e solidariedade social, gozarão de todos os direitos, imunidades, isenções e benefícios atribuídos às entidades com fins de natureza semelhante previstos no ordenamento jurídico brasileiro, desde que observados os requisitos e obrigações exigidos pela legislação brasileira.

Art. 5º. O patrimônio histórico, artístico e cultural, material e imaterial das Instituições Religiosas reconhecidas pela República Federativa do Brasil, assim como os documentos custodiados nos seus arquivos e bibliotecas, constitui parte relevante do patrimônio cultural brasileiro, e continuarão a cooperar para salvaguardar, valorizar e promover a fruição dos bens, móveis e imóveis, de propriedade das instituições religiosas que sejam considerados pelo Brasil como parte de seu patrimônio cultural e artístico.

§ 1º. A finalidade própria dos bens eclesiásticos mencionados no caput deste artigo deve ser salvaguardada pelo ordenamento jurídico brasileiro, sem prejuízo de outras finalidades que possam surgir da sua natureza cultural.

§ 2º. As Instituições Religiosas comprometem-se a facilitar o acesso a ele para todos os que o queiram conhecer e estudar, salvaguardadas as suas finalidades religiosas e as exigências de sua proteção e da tutela dos arquivos de reconhecido valor cultural.

Art. 6º - A República Federativa do Brasil assegura, nos termos do seu ordenamento jurídico, as medidas necessárias para garantir a proteção dos lugares de culto das Instituições Religiosas e de suas liturgias, símbolos, imagens e objetos cultuais, tanto no interior dos templos como nas celebrações externas, contra toda forma de violação, desrespeito e uso ilegítimo.

§ 1º. Nenhum edifício, dependência ou objeto afeto aos cultos religiosos, observada a função social da propriedade e a legislação, pode ser demolido, ocupado, penhorado, transportado, sujeito a obras ou destinado pelo Estado e entidades públicas a outro fim, salvo por utilidade pública, ou por interesse social, nos termos da Legislação brasileira.

§ 2º. É livre a manifestação religiosa em logradouros públicos, com ou sem acompanhamento musical, desde que não contrariem a ordem e a tranquilidade pública.

Art. 7º. A República Federativa do Brasil se empenhará na destinação de espaços para fins religiosos, que deverão ser previstos nos instrumentos de planejamento urbano a ser estabelecido no respectivo Plano Diretor

Art. 8º. As Organizações religiosas e suas instituições poderão, observadas as exigências da lei, prestar assistência espiritual aos fiéis internados em estabelecimentos de saúde, de assistência social, de educação ou similar, ou detidos em estabelecimento prisional ou similar

Art. 9º. Cada credo religioso, representado por capelães militares no âmbito das Forças Armadase Auxiliares, constituirá organização própria, assemelhada ao Ordinariato Militar do Brasil, com a finalidade de dirigir, coordenar e supervisionar a assistência religiosa aos seus fiéis, por meio de convênio com a Republica Federativa do Brasil.

Parágrafo Único: A Republica Federativa do Brasil, assegurará a igualdade de condições, honras e tratamento a todos os credos religiosos referidos no artigo, indistintamente.

Art. 10º. As Instituições Religiosas poderão colocar suas instituições de ensino, em todos os níveis, a serviço da sociedade, em conformidade com seus fins e com as exigências do ordenamento jurídico brasileiro.

§ 1º. O reconhecimento de títulos e qualificações em nível de Graduação e Pós-Graduação estará sujeito, respectivamente, às exigências da legislação educacional

§ 2º. As denominações religiosas poderão constituir e administrar Seminários e outros órgãos e organismos semelhantes de formação e cultural.

§ 3º. O reconhecimento dos efeitos civis dos estudos, graus e títulos obtidos nos seminários, institutos e fundações antes mencionados é regulado pelo ordenamento jurídico brasileiro, em condição de paridade com estudos de idêntica natureza.

Art.11. O ensino religioso, de matrícula facultativa é parte integrante da formação básica do cidadão e constitui disciplina dos horários normais das escolas públicas de ensino fundamental, assegurado o respeito à diversidade cultural religiosa do Brasil, em conformidade com a Constituição e as outras leis vigentes, sem qualquer forma de proselitismo.

Art. 12. O casamento celebrado em conformidade com as leis canônicas ou com as normas das denominações religiosas reconhecidas pela República Federativa do Brasil, que atenderem também às exigências estabelecidas pelo direito brasileiro para contrair o casamento, produz os efeitos civis, desde que registrado no registro próprio, produzindo efeitos a partir da data de sua celebração.

Art. 13. É garantido o segredo do ofício sacerdotal reconhecido em cada Instituição Religiosa, inclusive o da confissão sacramental.

Art. 14. Às pessoas jurídicas eclesiásticas e religiosas, assim como ao patrimônio, renda e serviços relacionados com as suas finalidades essenciais, é reconhecida a garantia de imunidade tributária referente aos impostos, em conformidade com a Constituição brasileira.

Parágrafo Único. Para fins tributários, as pessoas jurídicas ligadas às Instituições Religiosas que exerçam atividade social e educacional sem finalidade lucrativa receberão o mesmo tratamento e benefícios outorgados às entidades filantrópicas reconhecidas pelo ordenamento jurídico brasileiro, inclusive, em termos de requisitos e obrigações exigidos para fins de imunidade e isenções; estes últimos benefícios fiscais serão concedidos a partir de requerimentos específicos juntos à União, ou aos Estados, ou aos Municípios ou ao Distrito Federal.

Art. 15. O vínculo entre os ministros ordenados ou fiéis consagrados mediante votos e as Instituições Religiosas e equiparados é de caráter religioso e, não gera, por si mesmo, vínculo empregatício, a não ser que seja provado o desvirtuamento da finalidade religiosa, observado o disposto na legislação trabalhista brasileira.

Parágrafo Único. As tarefas e atividades de índole apostólica, pastoral, litúrgica, catequética, evangelística, missionária, prosélita, assistencial, de promoção humana e semelhante poderão ser realizadas a título voluntário, observado o disposto na legislação brasileira.

Art. 16. Os responsáveis pelas Instituições Religiosas, no exercício de seu ministério e funções religiosas, poderão convidar sacerdotes, membros de institutos religiosos e leigos, que não tenham nacionalidade brasileira, para servir no território de sua jurisdição religiosa, e pedir às autoridades brasileiras, em nome deles, a concessão do visto para exercer atividade ministerial no Brasil.

Parágrafo Único. Em conseqüência do pedido formal do responsável pela Instituição Religiosa, de acordo com o ordenamento jurídico brasileiro, poderá ser concedido o visto permanente ou temporário, conforme o caso, pelos motivos acima expostos.

Art. 17. Os órgãos do governo brasileiro, no âmbito de suas respectivas competências e as Instituições Religiosas poderão celebrar convênios sobre matérias de suas atribuições tendo em vista colaboração de interesse publico

Art. 18. A violação à liberdade de crença e a proteção aos locais de culto e suas liturgias sujeita o infrator às sanções previstas no Código Penal, além de respectiva responsabilização civil pelos danos provocados.

Art. 19. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação."

Fontes: 1) artigo de Clovis Rossi "Templo é dinheiro?" pag. 2 Folha de São Paulo 28.08.2009; 2) sítio da Câmara Federal.

Continuemos orando e trabalhando pela Igreja e pela nação brasileira.

cruzue@gmail.com


.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

DENÚNCIA: PDC 1736/2009 É CHEQUE EM BRANCO À IGREJA CATÓLICA


TIJOLAÇO DO PASTOR SILAS MALAFAIA
Publicado na página A8 da Folha de São Paulo de hoje - 25.08.2009

"GOVERNO BRASILEIRO FAZ ACORDO COM A IGREJA CATÓLICA
EM DETRIMENTO DE TODO OS OUTROS CREDOS RELIGIOSOS"

"O governo brasileiro enviou à Câmara dos Deputados a mensagem 134/2009 que reconhece o estatuto jurídico da Igreja Católica. Após a mensagem ser apreciada em uma das comissões para a qual foi enfiada, seja aprovada ou não, transforma-se em projeto de decreto legislativo, recebendo o nº. 1736/2009. No plenário da Câmara, a pedido dos líderes partidários, foi aprovada a caráter de apreciação urgente, urgentíssima.

Com muito respeito aos senhores deputados, será que não existem matérias mas relevantes a serem discutidas de maneira urgente em benefício de todo o povo brasileiro? Isto é um absurdo! Na verdade, este acordo beneficia a Igreja Católica na evangelização do povo brasileiro nos diversos segmentos da sociedade, incluindo hospitais, escolas e as forças armadas.

O mais grave é que este acordo contraria o inciso 1º, do artigo 19, da Constituição Brasileira, que diz: "È vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:
I - Estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvadas na forma da lei, a colaboração de interesse público".

A nossa nação não pode firmar aliança com qualquer credo religioso, ferindo o princípio da laicidade, inclusive com a quebra da isonomia nacional! Aproximadamente 70 milhões de brasileiros, que não são católicos, estão sendo discriminados. Temos a convicção de que a maioria do povo católico não concorda com um absurdo desta grandeza, porque são pessoas democráticas.

Com a aprovação deste acordo ficará a Santa Sé, por meio da CNBB, com plenas condições de fechar vários outros acordos com o governo brasileiro, sem que jamais tenham que passar pelo Congresso Nacional. É um verdadeiro "CHEQUE EM BRANCO" para a Igreja Católica. Isto é uma vergonha.

Senhores deputados, não aprovem este acordo. Fiquem certos de que não mediremos esforços para informar a todos os credos religiosos quem são os deputados que votaram a favor deste acordo discriminatório.

Estendemos o eco da voz deste manifesto ao Senado da República, próxima casa legislativa que terá de apreciar o resultado apurado pela Câmara dos Deputados.

Tenham a absoluta certeza de que não temos memória curta e que vamos pensar muito bem em quem vamos votar nas próximas eleições para Deputado Federal, Senador e Presidente da República."

EM FAVOR DO ESTADO LAICO, DIGA NÃO AO PDC 1736/2009"

Assinado: Associação Vitória em Cristo / CIMEB - Conselho de Pastores do Brasil



Digitado por João Cruzué




domingo, 16 de agosto de 2009

Velhas denúncias da TV Globo contra o Bispo Macedo e a Igreja Universal

.
João Cruzué

Esperei um pouco mais para dar minha opinião sobre a nova(velha) onda de denúncias planejadas por alguém das organizações Globo contra o Bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus. Tendo alguma experiência em jornalismo não vou ser um bumbo cego de repercussão de interesses alheios publicados nas três maiores Casas da imprensa brasileira não evangélica - Globo-Estadão, Editora Abril e Folha de São Paulo. Não li ainda o que a blogosfera evangélica repercutiu para que minha opinião fosse pessoal e não tendenciosa, uma vez que o Bispo Edir Macedo e a Igreja Universal não é uma unanimidade no meio evangélico. Tendo lido as notícias e assistido as acusações do Jornal Nacional e a resposta contundente da Record (Bispo Macedo), os dois lados do embate, vou deixar agora em alguns parágrafos o que penso.

Tomei conhecimento pela primeira vez do assunto por uma manchete graúda na capa do Jornal O Estado de São Paulo - O Estadão. Para quem ainda não sabe, este jornal está esperando a confirmação de uma proposta de compra das Organizações Globo. Há um "noivado" entre Globo e Estadão. Por isso, este postou o assunto com uma das manchetes principais de capa. Esta manchete do Estadão antecipou em um dia, o "míssil" que os Marinho dispararam contra o Bispo Macedo. Coisa de "noivos."

Já o Jornal a Folha de São Paulo trouxe o assunto em página interna sem manchete na capa. Desde adolescente me identifico mais com a linha editorial desta Casa. Além disso, foi lá que aprendi rodar os "pasquins" de nossa Igreja, sob a diagramação do saudoso Osmar Lucarezzi, no departamento Folha Gráfica. Além disso, nós blogueiros, costumamos repercutir assuntos de cunho jornalístico da Folha, que não proíbe o uso de seus textos - como assim o faz O Globo.

A Revista Veja fez o dever de casa. Em tempos de pouco interesse e baixa venda de revistas, ela não tem perdido a oportunidade de explorar assuntos religiosos. Na semana passada colocou a psicóloga Rozângela Justino na vidraça. Sem querer o tiro saiu pela culatra. Pela primeira vez em muitos anos de empatia pela causa gay, uma grande Casa da imprensa brasileira ofereceu a oportunidade para um cristão, ou melhor, uma cristã, dizer o que pensa sobre estar ou ser homossexual. Nesta semana o protagonista era tudo o que a Revista queria para melhorar as vendas. Bispo Macedo-Igreja Universal. Todavia, devo ser imparcial nesta questão. A Veja, sabendo muito bem que não pode desprezar o povo evangélico, tentou um artifício de imparcialidade. Publicou três matérias encadeadas. Uma cotovelada no Bispo Macedo-Igreja Universal, outra na Igreja Católica do Rico, sobre o padre gastão e na terceira, um elogia à atuação das Igrejas Pentecostais na América Latina em contraponto ao comunismo disfarçado e bem embrulhado com o nome de "teologia da libertação".

Neste domingo (16.08.2009) cheguei do culto e comecei a ver os torpedos da Record. Vi também a entrevista com o Bispo Macedo. A conversa de tranquilidade que ele procurou passar não colou. Não me convenceu. Ele disse o que precisava ser dito. Mas escondeu as "unhas" para não passar recibo, a imagem de um homem vingativo. Uma coisa gostei nele: muito magro. Em tempo de tantos pastores e bispos pesos-pesados, ele definitivamente não deve ser um bom garfo. Creio que o Bispo anda jejuando.

Há uns 15 anos atrás eu vi o "príncipe" dos pregadores brasileiros - pastor Caio Fábio exteriorizando sua opinião sobre a Igreja Universal e o Bispo Macedo - sendo um bumbo das organizações Globo. Não deu para saber na época se estava certo ou errado, mas uma grande lição eu aprendi com ele. Ao emprestar sua boca para os Marinho cometeu um erro fatal. Ele cavou um buraco tão fundo que não conseguiu sair dele até hoje.Um cristão jamais deve emprestar sua boca para ímpios. Hoje, a grande imprensa está aí baixando o sarrafo no Bispo e na Igreja Universal. Mas eu não vou me unir a ela para repercutir denúncias nem novas nem velhas. Soube que o promotor do caso, segundo estão apurando, teve ou tem alguma ligação sentimental com a Juíza da Vara de Justiça do Estado de São Paulo que acatou a denúncia. isto é falta de isenção. Além de vazamento proposital do assunto. Não há processo. A galinha nem botou o ovo e a Globo começou a cantar.

Não tenho procuração para defesa Bispo. A Revista Veja mostrou a Mansão que ele tem em Campos do Jordão e falou dos imóveis que ele possui em Miami. Só não disse que ele é autor de muitos livros, sendo o último deles com 700.000 exemplares vendidos no primeiro dia de lançamento. Pela denúncia, ficou parecendo que a única fonte de renda dele é o cofre da Igreja Universal. Ademais, esta mesma revista que procura melhorar sua imagem junto aos crentes, hoje, no passado já cansou de publicar mentiras. Uma eu mesmo presenciei. No tempo em que Celso Pita era o candidato de Paulo Maluf à Prefeitura de São Paulo, a repórter da Veja escreveu uma reportagem afirmando que Maluf estivera presente no culto de obreiros da Assembleia de Deus do Belenzinho. E quando falava à Igreja deu um aleluia no microfone que alegrou todos os pastores na Igreja. Era mentira. Eu estava no Culto. Pita foi no Culto, mas o Prefeito Paulo Maluf está viajando - nos Estados Unidos. Eu não "oro" pela cartilha da Veja, apesar de ainda ser a melhor revista de informação brasileira, se a compararmos com as outras.

Estranhamente, hoje, domingo, não tem uma linha sobre o assunto nos jornais eletronicos Globo, Estadão e Folha de São Paulo. Por que desistiram tão rápido do assunto, hein? Porque dessa vez, o lado que está apanhando tem uma Rede de televisão para se defender. E atacar. E se não tivesse? Já teriam atropelado e massacrado o Bispo e sua Igreja. Este costuma dizer que sua Igreja é como omelete. Quanto mais apanha, mais cresce. Se faltava alguma substância para uma entalpia na Igreja do Bispo, os inimigos, ou melhor, a inimiga trouxe. Essas denúncias, podem ser um tiro no pé. A era da velha manipulação da opinião pública através do único e preconceituoso Jornal Nacional não é mais aceita como verdades absolutas. As novelas globais que estigmatizam as mulheres e os pastores evangélicos já estão muito "manjadas". Espero que agora não apareça outro "Caio Fábio" para fazer o papel de "profeta" da rede Globo. Se aparecer, irá pelo mesmo caminho.

Eu não nasci ontem. Sei muito bem da má fama que o evangelho da prosperidade tem trazido para nosso meio. Também sei que o povo já não aguentava mais ouvir o evangelho da aceitação da miséria. Que o crente teria que ser um eterno sofredor nesta vida, para ganhar o céu. Um evangelho budista. Sem hipocrisia, todo dia vemos blogueiros baixando o "sarrafo" na Teologia da prosperidade. Mas, quando há congressos e festas na Igreja, sabe quem são convidados para pregar? Preciso dizer? Para não dar má impressão: o Evangelho que defendo tem Jesus no meio. Toda vez que um pregador coloca o crente e suas necessidades no Centro da pregação e Deus como MEIO para sua vitória, estará profanando o verdadeiro Evangelho. A vitória é só uma das consequências na vida de um cristão. Cristo é a nossa vitória. Cristo dá a vitória para quem está oprimido e no fundo do poço. Neste sentido, apesar de má fama, eu não posso negar que milhões de pessoas têm recebido salvação e vitórias através do trabalho dos fiéis e bispos da Igreja Universal.

A Globo bateu e massacrou os Hernandes, porque eles atravessaram os interesses dela no caso da concessão de TV no Espírito Santo. Ela prevaleceu por motivos que todos sabem. Entusiasmada com as derrotas infligidas aos líderes da Igreja Renascer, os Marinho partiram para o tudo ou nada em cima do Bispo Macedo e da Igreja Universal. Desta vez o que está em jogo não é o Bispo nem sua Igreja. Na minha opinião, seriam todos os evangélicos. Ou vocês não sabem que tem dezenas de políticos ateus salivando de raiva porque as Igrejas são isentas de tributos? Isto é o sonho de Natal de todo comunista ateu. Acabar com a fonte de sustento das Igrejas Evangélicas. Tributar todas seus dízimos e ofertas.

É por esta razão que fico do lado da Igreja Universal e do Bispo nesta guerra. Se ele cair as ações dos que odeiam os crentes não vão ficar por aí. Não morro de "amores" por ele, mas também não vou ser nenhum bumbo dos Marinho ou de jornalistas ateus - inimigos declarados da Igreja Evangélica. Continuemos orando.

cruzue@gmail.com


.

sábado, 8 de agosto de 2009

Revista Veja entrevista a psicologa evangélica Rozângela Alves Justino

.
Manifestação da ABRACEH em Brasília
João Cruzué

A edição 2125 da revista Veja traz nas páginas amarelas desta semana uma entrevista com a psicóloga Rozângela Alves Justino. Com certeza um assunto polêmico para a sociedade. Vai dar muito que falar. A reporter Juliana Linhares depois deste trabalho com certeza vai deixar de ser "foca" na revista. Foi bom para a Veja, bom para a repórter, mas colocou a Doutora Rozângela em uma tremenda saia justa com o Conselho Federal de Psicologia. Conselho este que vem tratando a psicólogo como uma "ovelha negra" para não se indispor com um grupo organizado de homossexuais.

O Conselho Federal de Psicologia deu um "cala boca" na moça. Ela recebeu uma censura pública, uma mordaça - segundo a entrevistada, com o objetivo de proibir seu trabalho com pacientes que a procuram para tratamento. Lendo a entrevista e observando as citações da Organização Mundial de Saúde, vejo posições conflitantes entre o que diz a OMS e o Conselho.

Este assunto puxa outro. Começou a mordaça gay. A consciência e o patrulhamento gay dita o que todos homossexuais devem ou não fazer. Por exemplo proibir que outros debandem da classe e procure tratamento de ordem psicológica de profissionais que não estejam afinados com a causa gay.

Se por um lado a repórter não estava nem um pouco preocupada com vida de Rozângela Justino, crente da Igreja Batista do Rio, como pode ser inferido na publicação da resposta à penúltima pergunta, por outro, foi a primeira vez que o CONTRADITÓRIO da maioria da sociedade brasileira foi divulgado. Rosângela Justino é o contraditório. É a grande formadora de opinião do momento. A entrevista foi publicada porque a polêmica entre crentes, psicólogos e homossexuais foi instigada. Para vender revistas. Muitas revistas.

Sob um olhar cristão, se cada segmento da sociedade brasileira se organizar para mudar as leis, e sob o guarda-chuva legal se tornar uma casta incriticável, intocável, acima de todos, estará aberto o caminho para que outros também o façam. A exceção será a regra. A minoria ditando regras de comportamento para a maioria. Princípio de nazismo mesmo.

Concluindo. Doutora Rozângela eu sei que a senhora não tem nenhum ódio a gays. Que os ama, com o amor de Cristo. Receba meus respeito e admiração. A senhora foi muito corajosa. Deu a "cara" para bater. Espero que as lideranças cristãs - evangélicas e católicas - reconheçam isto. E sejam solidárias tanto na consciência quanto na comunicação.

Abaixo Assinado em favor da liberdade de trabalho profissional de Rozângela Justino.



Não deixe de ler também:

O Manifesto do Silêncio no Blog da Dra. Rozângela Alves Justino.

Bispo Anglicano hipoteca solidariedade à psicóloga Rosângela Justino

Julgamento Cassação do Registro Profissional da Dra. Rosângela Justino em 31.07.2009

Abaixo Assinado em favor da liberdade de trabalho profissional de Rozângela Justino.
.

Abaixo Assinado 2 Associação de Apoio ao Ser Humano e Família.




.

domingo, 2 de agosto de 2009

Cracolândia - Projeto de evangelização Primeira Igreja Batista em São Paulo


PROJETO E AÇÃO SOCIAL NA CRACOLÂNDIA

no Centro de São Paulo

A expansão da cracolândia . Em roxo sua região inicial.
João Cruzué

O Pastor Paulo Eduardo Vieira, titular da Primeira Igreja Batista em São Paulo, sempre teve um sonho. Desenvolver um projeto de Evangelismo com suporte em ações sociais na região central de São Paulo conhecida por Cracolândia. A cracolândia para Cristo ou como diz o slogan do projeto: A cracolândia vai ser transformada em Cristolândia.

Há quatro anos, a Igreja Batista Central vem realizando um grande evento na Praça Princesa Isabel, Centro de São Paulo em pareceria com a Junta de Missões Nacionais da Convenção Batista Brasileira. Neste ano de 2009 A Igreja Assembléia de Deus do Bom Retiro (Pr. Jabes de Alencar) também veio somar e ajudar no evento.

A Igreja Batista da Praça Princesa Isabel é conhecida pelas muitas obras sociais que realiza. Uma vez por ano, já na 4ª edição, coordena um grande evento denominado Um "Dia de Ação Social na Praça Princesa Isabel."

Ação Social PIBSP

O Dia de Ação Social na Praça foi programado para o fim de semana de 01 e 02 de agosto. Hoje, sábado, quando passava por ali à tarde, a Igreja estava presente e unida. Sob a coordenação da psicóloga Dra. Veruska Ghendov, o evento andava a mil. Um mutirão de cabeleireiros, dentistas, advogados, enfermeiros, médicos, pedagogos, professores infantis, assistentes sociais, jornalistas atendiam uma vasta e variada população. Apesar das muitas atividades sob sua responsabilidade, a Dra. Veruska nos deu informações precisas sobre o evento, depois chamou pelo "nextel" duas assessoras de imprensa para adicionar mas detalhes do evento.

Um grande estrutura foi montada ao fundo no local da Praça, que vai servir de palco para apresentação de louvores especiais. O cantor evangélico Nani de Azevedo está escalado para louvar a Deus a partir das 20:00h de hoje - sábado. Na ocasião ele vai dar seu testemunho de vida. E amanhã, domingo, a cantora Soraya Moraes estará presente na Sede da Primeira Igreja Batista em São Paulo a partir das 18:00. Ele ganhador do Troféu Talento de 2009; ela foi ganhadora do Grammy Latino de 2008 em três categorias. Estas informações nos foram passadas pelas assessoras de imprensa da Igreja. Michele Marreira e Camila Mendonça.

Voltando ao Projeto Cristolândia. A Primeira Igreja Batista em São Paulo, pela visão do Reverendo Pastor Paulo Eduardo Vieira e por ser vizinha da cracolândia, tem condições de realizar um grande ministério de evangelização na cracolândia onde o poder público não tem conseguido sucesso. Afora a firme ação da polícia prendendo traficantes e cortando as linhas de suprimentos de drogas, não se pode ir muito além disso.

Este problema somente pode ser resolvido, primeiro, através ações espirituais. É uma miséria tão assustadora que paraliza até o poder público. Se um viciado não aceitar ajuda de espontânea vontade, as autoridades nada podem fazer. Dentro do princípio da legalidade que rege o poder público o que a lei não prevê, não pode ser feito.

Mas as orações da Igreja do Senhor podem repreender a miséria espiritual. Se Jesus entrar, a miséria vai embora. Porque Jesus é o libertador das almas oprimidas pelo diabo. Crack é uma droga com um poder devastador sobre os neurônios de uma pessoa. O que eu testemunhei hoje, pelo meio-dia, na Rua Sete de Abril a caminho do trabalho foi algo de arrepiar. As "margaridas" varriam a calçada bem em frente ao prédio da antiga Telesp em meio a sete moradores de rua que ainda estavam dormindo. Ou desmaiados. Era uma imundície indescritível. Pessoas, cobertores velhos, e muita coisa com sangue a um palmo de distância de suas cobertas. Não sei se escarros ou fezes. Cheios de sangue. Quem estava doente ali, a meu ver, corre risco de morte.

Photobucket

Se existe uma forma eficaz de combater com eficiência a miséria da "cracolândia". A solução passa pelo terreno espiritual. Orações, jejuns e ações sociais combinadas entre a Igreja e o poder público. Quando a raiz do problema é espiritual, é preciso ter intimidade com Jesus para começar da maneira certa. Sob a liderança certa. Creio que o começo é a parte mais difícil. Não basta apenas boa vontade. É preciso ter um ministério de socorro sob a liderança de Deus. Dirigido por Deus. Alguém precisa perguntar ao Senhor: Senhor, eu sei que isto é um sinal, para esta sociedade ímpia de hoje. Mas são jovens, adolescente e crianças que estão morrendo nesta miséria. Qual é a tua vontade sobre isto? O que podemos fazer, exatamente, dentro da tua vontade? Fora disso, o problema não vai ser nem "arranhado".

Ainda há outra grande questão. A cracolândia é uma tarefa para muitas mãos. Como a Primeira Igreja Batista em São Paulo é vizinha desta região, está habilitada geograficamente para liderar este tipo de trabalho. Quem sabe desenvolver o projeto "Cristolândia" junto com outras grandes Igrejas do Centro de São Paulo. Eu sei que vale a pena. Uma alma salva do meio desta miséria, da cracolândia, vale mais que o mundo inteiro perdido.

Parabéns membros e oficiais da Primeira Igreja Batista em São Paulo


cruzue@gmail.com



.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Tira dúvidas do Ministério da Saúde sobre a gripe suína


"Ministério da Saúde tira dúvidas sobre nova gripe"

Fonte:
Blog Olhar Cristão

Brasília - O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, dá entrevista  a emissoras de rádio no estúdio da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) sobre temas como a Campanha Nacional da Vacinação contra a Rubéola, durante o programa Bom Dia, Ministro Foto: Antônio Cruz/ABr
O Ministro da Saúde - José Gomes Temporão

Cíntia Castro
Núcleo de Comunicação Interativa
Ascom - Gabinete do Ministro
Ministério da Saúde


"João Cruzué,
Somos do Núcleo de Comunicação Interativa do Ministério da Saúde.
Encaminho, abaixo, o Tira Dúvidas sobre a Influenza A (H1N1).
Continuamos à disposição.
Obrigada,"


-----------------------------------------------------------------------

Veja as perguntas mais comuns dos brasileiros e as respostas do governo federal para as questões. O MS orienta os suspeitos de gripe
a procurar um posto de saúde ou médico

-------------------------------------------------------------------------

O Ministério da Saúde está fazendo todos os esforços possíveis para deixar a população informada sobre a Influenza A (H1N1). O trabalho da imprensa tem ajudado também a esclarecer os brasileiros sobre a nova gripe. O Ministério mantém no seu site www.saude.gov.br um espaço específico para o tema, que traz informações atualizadas, além de colocar à disposição da população o atendimento gratuito pelo Disque Saúde 0800 061 1997. Veja algumas dúvidas e as respostas:


1 - Qual é a previsão de produção da vacina contra a influenza A (H1N1) no Brasil?

O Instituto Butantan, ligado à Secretaria de Saúde do Governo do Estado de São Paulo, é responsável no Brasil por desenvolver as vacinas contra a gripe comum (sazonal) e estará à frente também do desenvolvimento da gripe contra a influenza A (H1N1). A vacina a ser produzida no Brasil estará disponível no próximo ano. Além de desenvolver a vacina, o MS avaliará, junto ao Butantan, a necessidade de comprar vacinas prontas de outros fabricantes.


2 – Haverá cadastramento de novos laboratórios para realização de exames de diagnóstico?

Atualmente, três laboratórios de referência fazem o exame de diagnóstico da influenza A (H1N1) no Brasil: Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz/RJ), Instituto Evandro Chagas (IEC/PA) e Instituto Adolf Lutz (SP). Há a possibilidade, agora, de credenciamento de Laboratórios Centrais (Lacens) para centralizar a realização desses exames nos estados, além dos três laboratórios de referência. Isso já está em curso para os estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Minas Gerais, mas ainda não há data definida para essa habilitação.


3 - Como é realizada a distribuição do medicamento?

A distribuição dos medicamentos é centralizada. O Ministério da Saúde envia os remédios aos estados, respondendo às solicitações das Secretarias Estaduais de Saúde. Cabe a elas não só indicar as unidades de referência no atendimento da nova gripe, como também ampliar o número de unidades para realização do tratamento. Outras unidades podem ser indicadas para atender os casos e usar o antiviral.


4 - O Brasil tem medicamento suficiente para enfrentar a influenza A (H1N1)?

Sim. O Ministério da Saúde tem medicamento suficiente para enfrentar a pandemia de influenza A (H1N1). O MS tem um estoque de 9 milhões de tratamentos em pó. Eles foram adquiridos em 2005, época de uma possível epidemia de gripe aviária. Além disso, na terça-feira (21 de julho), o governo federal recebeu mais 50 mil tratamentos. Desses, 15 mil vão para o Rio Grande do Sul, estado entre os mais afetados pela doença. Outros estados com maior número de casos também receberam quantidade adicional de tratamento. Até o fim de julho, o MS vai receber mais 150 mil tratamentos. Nas próximas semanas, será um milhão a mais de medicamentos disponíveis, além do que está estocado em pó. O Ministério esclarece que o estoque de remédios está de acordo com as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).


5 - Quais os critérios de utilização para do medicamento fosfato de oseltamivir?

Apenas os pacientes com agravamento do estado de saúde nas primeiras 48 horas, desde o início dos sintomas, e as pessoas com maior risco de apresentar quadro clínico grave serão medicados com o fosfato de oseltamivir. Os demais terão os sintomas tratados de acordo com indicação médica. O objetivo é evitar o uso desnecessário e uma possível resistência ao medicamento, assim como já foi registrado no Reino Unido, Japão e Hong Kong. É importante lembrar, também, que todas as pessoas que compõem o grupo de risco para complicações de influenza requerem avaliação e monitoramento clínico constante de seu médico, para indicação ou não de tratamento com o fosfato de oseltamivir.


6 - Quem está no grupo de risco?

O grupo de risco é composto por idosos, crianças menores de dois anos, gestantes, pessoas com diabetes, doença cardíaca, pulmonar ou renal crônica, deficiência imunológica (como pacientes com câncer, em tratamento para AIDS), pessoas com obesidade mórbida e também com doenças provocadas por alterações da hemoglobina, como anemia falciforme.


7 - Por que o Rio Grande do Sul registra tantos casos da influenza A (H1N1)?

Todos os anos, o Brasil registra ocorrências de casos graves e óbitos por gripe e doenças associadas, como pneumonia, em todas as regiões. Neste período do ano, que é inverno, sempre há maior ocorrência desses casos, em especial no RS e nos outros estados do Sul e Sudeste. Isso porque eles têm o inverno mais rigoroso e mais prolongado. Além disso, no caso especifico da influenza A (H1N1), há países com maior número de casos que fazem fronteira com o Rio Grande do Sul, como é o caso da Argentina. A disseminação da doença aumenta e não é indicado controlar o fluxo de pessoas na fronteira, pois isto não tem efeito na disseminação da doença.


8 - Grávidas podem tomar fosfato de oseltamivir?

Não há registros de efeitos negativos do uso do fosfato de oseltamivir em mulheres grávidas e em fetos. No entanto, como medida de precaução e conforme orientação do fabricante, esse medicamento só deve ser tomado durante a gravidez se o seu benefício justificar o risco. Essa decisão deve ser tomada de acordo com indicação médica.


9 - Existe transmissão sustentada do vírus da Influenza A (H1N1) no Brasil?

Desde 24 de abril, data do primeiro alerta dado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) sobre o surgimento da nova doença, até o dia 15 de julho, o Ministério da Saúde só havia registrado casos no país de pessoas que tinham contraído a doença no exterior ou pego de quem esteve fora. No dia 16 de julho, o Ministério da Saúde recebeu a notificação do primeiro caso de transmissão da Influenza A (H1N1) no Brasil sem esse tipo de vínculo. Trata-se de paciente do Estado de São Paulo, que morreu no último dia 30 de junho. Esse caso nos deu a primeira evidência de que o novo vírus está em circulação em território nacional. Todas as estratégias que o MS deveria adotar numa situação como esta já foram tomadas há quase três semanas. O Brasil se antecipou. A atualização constante de nossas ações contra a nova gripe permitiu que, neste momento, toda a rede de saúde esteja integrada para manter e reforçar as medidas de atenção à população.


10 - Qual a diferença entre a gripe comum e a Influenza A (H1N1)?

Elas são causadas por diferentes subtipos do vírus Influenza. Os sintomas são muito parecidos e se confundem: febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza. Por isso, não importa, neste momento, saber se o que se tem é gripe comum ou a nova gripe. A orientação é, ao ter alguns desses sintomas, procure seu médico ou vá a um posto de saúde. É importante frisar que, na gripe comum, a maioria dos casos apresenta quadro clínico leve e quase 100% evoluem para a cura. Isso também ocorre na nova gripe. Em ambos os casos, o total de pessoas que morrem após contraírem o vírus em todo o mundo é, em média, de 0,5%.


11 - Quando eu devo procurar um médico?

Se você tiver sintomas como febre repentina, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações e coriza, procure um médico ou um serviço de saúde, como já se faz com a gripe comum.


12 - O que fazer em caso de surgimento de sintomas?

Qualquer pessoa que apresente sintomas de gripe deve procurar seu médico de confiança ou o serviço de saúde mais próximo, para receber o tratamento adequado. Nos casos de agravamento ou de pessoas que façam parte do grupo de risco, os pacientes serão encaminhados a um dos 68 hospitais de referência.


13 - Por que o exame laboratorial parou de ser realizado em todos os casos suspeitos?

Essa mudança ocorreu porque um percentual significativo — mais de 70% — das amostras de casos suspeitos analisadas em laboratórios de referência, antes dessa mudança, não era da nova gripe, mas de outros vírus respiratórios, ou não era de nenhum virus. Com o aumento do número de casos no país, a prioridade do sistema público de saúde é detectar e tratar com a máxima agilidade os casos graves e evitar mortes.


14 - Os hospitais estão preparados para atender pacientes com a Influenza A (H1N1)?

Atualmente, o Brasil possui 68 hospitais de referência para tratamento de pacientes graves infectados pelo novo vírus. Nestas unidades, existem 900 leitos com isolamento adequado para atender aos casos que necessitem de internação. Todos os outros hospitais estão preparados para receber pacientes com sintomas leves de gripe.


15 - Como eu posso me prevenir da doença?

Alguns cuidados básicos de higiene podem ser tomados, como: lavar bem as mãos frequentemente com água e sabão, evitar tocar os olhos, boca e nariz após contato com superfícies, não compartilhar objetos de uso pessoal e cobrir a boca e o nariz com lenço descartável ao tossir ou espirrar.

----------------------

Agradecemos ao Ministério da Saúde, através da Cíntia, que entrou em contato conosco para corrigir algumas informações e repassar outras de interesse púplico. Os blogueiros cristãos que quiserem, poderam copiar livremente as perguntas e respostas acima. (João Cruzué)


.

sábado, 18 de julho de 2009

Gripe Suína ou Influenza A - Perguntas e Respostas

.
ALERTA VERMELHO!
Questionário de Utilidade Pública
publicação de João Cruzué - Blog Olhar Cristão
livre para cópias e reproduções


Ismênia Fereira S. da Silva*
Revisão de João Cruzué


1 - Quanto tempo vive o vírus da gripe "suína" numa maçaneta ou superfície lisa?

Resposta: Até 10 horas.


2 - Qual a utilidade do álcool em gel para a limpeza das mãos?

Torna o vírus inativo se ele estiver nas mãos..


3 - Qual é a forma de contágio mais eficiente deste vírus?

Por contato, principalmente. A via aérea não é a mais efetiva para a transmissão. O fator mais importante para que se instale o vírus é a umidade, (mucosa do nariz, boca e olhos). O vírus não voa. Não alcança mais de um metro de distância.


4 - É fácil o contágio em aviões?

O ambiente não é propício para ser infectado.


5 - Como posso evitar o contágio?

Não passar as mãos no rosto, olhos, nariz e boca. Não ficar com pessoas com a gripe. Lavar as mãos ao menos 10 vezes por dia. Principalmente entre os dedos. Ao chegar no trabalho. Na escola. Em casa.


6 - Qual é o período de incubação do vírus?

Em média de 5 a 7 dias. Os sintomas aparecem quase imediatamente.


7 - Quando se deve começar a tomar o remédio?

Dentro das 72 horas os prognósticos são muito bons, a melhora é de 100%. Atenção: sempre com receita médica.


8 - De que forma o vírus entra no seu corpo?

Por contato, ao dar a mão ou beijar no rosto. Pelo nariz, boca e olhos, ao ficar próximo a infectados que tussam, espirrem..


9 - O vírus é mortal?

Não, o que ocasiona a morte é pneumonia. Uma complicação da doença causada pelo vírus.


10 - Qual risco dos familiares de parentes falecidos com a gripe?

Podem ser portadores e uma rede de transmissão em potencial.


11 - A água de tanques ou de caixas transmite o vírus?

Não, porque contêm cloro e outras químicas.


12 - O que faz o vírus para provocar a morte?

Uma série de reações como deficiência respiratória. Uma pneumonia severa é o que ocasiona a morte.


13 - Quando se inicia o contágio: antes dos sintomas ou até que se apresentem?

Desde que se tenha o vírus, antes dos sintomas.


14 - Qual é a probabilidade de se recair com a mesma doença?

De 0%, (zero porcento) porque a pessoa fica imune ao vírus.


15 - Onde o vírus é encontrado no ambiente?

Quando uma pessoa portadora espirra ou tosse, o vírus pode ficar em superfícies lisas como: maçanetas, dinheiro, papel, documentos, sempre onde houver umidade. Já que é impossível esterilizar o ambiente, recomenda-se radicalizar com a higiene das mãos.


16 - As pessoas asmáticas são mais propensas ao contágio pelo vírus da gripe suína?

Sim, são pacientes mais suscetíveis. Mas como se trata de um germe novo, todos igualmente são suscetíveis.


17 - Qual população está sendo atacada por este vírus?

Pessoas de 20 a 50 anos de idade.


18 - É útil a máscara cirúrgica que cobre a boca e o nariz ?

Existem algumas de maior qualidade que outras. Se você não está doente pode ser pior, porque o vírus pelo tamanho a atravessa como se não existisse. Existe outra fator negativo: ao usar a máscara, cria-se entre o nariz e a boca um microclima úmido, próprio ao desenvolvimento viral. Mas se você já está infectado, o uso da máscara pode, relativamente, evitar a infecção dos demais.


19 - Posso fazer exercício ao ar livre?

Sim. O vírus não anda no ar nem tem asas.


20 - O uso da Vitamina C tem algum valor?


Ela não serve para prevenir o ataque. Pode ajudar na resistência imunológica. Não se auto medique. Siga as orientações do médico.


21 - Quem está a salvo desta doença ou quem é menos suscetível?

Ninguém está a salvo. Por isso tome medidas preventivas, como a boa higiene dentro de lar, escritório, utensílios.


22 - O virus se move?

Não, o vírus não tem nem patas nem asas. A pessoa é quem o coloca dentro do próprio organismo.


23 - Animais de estimação são portadores deste vírus?

Deste vírus não. Provavelmente, contagiem outros tipos de vírus.


24 - Se eu for ao velório de alguém que morreu com a gripe suína posso me contagiar?

Com o morto não. Com os vivos já contaminados, sim.


25 -Qual é o risco para mulheres grávidas?

Mulheres grávidas têm o mesmo risco para dois. Uso de remédios antivirais, em caso de de contagio, só com estrito controle médico.


26 - O feto pode ter lesões se uma mulher grávida estiver contagiada?

Não sabemos que estragos possam ocorrer no processo já que é um vírus novo.


27 Posso tomar ácido acetilsalicílico (aspirina)?

Não é recomendável. Pode ocasionar outras doenças. A menos que você tenha prescrição médica, por problemas coronários.


28 - Adianta tomar medicamentos antivirais antes dos sintomas?

Não têm eficácia.


29 No caso da gripe “suína” pessoas com AIDS, diabetes, câncer, etc., têm maiores complicações que uma pessoa sadia?

SIM.


30 - Uma gripe convencional, forte, pode se converter em gripe “suína”?

NÃO!


31 - O que mata vírus (H1N1) da gripe “suína”?

O sol. Mais de 5 dias no meio ambiente. O sabão. Álcool em gel. E antivirais com prescrição médica.


32 - O que é feito nos hospitais para se evitar contágios a outros pacientes não infectados pelo vírus?

Medidas de isolamento.


33 - O álcool em gel é efetivo para evitar o contágio?

SIM! Muito efetivo.


34 - Se eu fui vacinado contra a influenza estacional, também tenho imunidade ao vírus da gripe suína?

Não! Ainda não existe vacina disponível contra este vírus.


35 - O vírus da gripe “suína” está sob controle no Brasil?

Não totalmente, apesar das medidas agressivas de contenção efetivas pelas autoridades sanitárias.


36 - O que significa passar de alerta 4 para o alerta 5?

A fase 4 não difere muito da fase 5. Significa que o vírus se propagou de pessoa-a-pessoa em mais de dois países. E fase 6 quer dizer que um vírus se propagou para mais de 3 países.


37 - Crianças com tosse e gripe têm influenza A ou gripe “suína”?

É pouco provável, pois as crianças têm sido pouco afetadas.


38 - Posso me contagiar ao ar livre?

Desde que haja pessoas infectadas que tussam ou espirrem perto de você, é possível.


39 - Posso comer carne de porco?

Sim, porque não há risco de contágio.


Revisão de redação por João Cruzué

Dra. Ismênia Ferreira S. da Silva é advogada do depto jurídico da AHM - P. Município de São Paulo

.

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Medidas de controle contra a gripe suína

João Cruzué

Se a vacina contra a "Influenza A", popularmente batizada de gripe suína, não vier antes de novembro, nós, brasileiros, vamos precisar de toda espertize que tivermos para ganharmos tempo. Tratando-se de uma patologia muito recente, nosso organismo pode apresentar vulnerabilidade. A seguir vou descrever uma série de ações que podem limitar o processo de propagação dessa gripe e de outras enfermidades.

Ações de Higiene

Cuidados específicos com as mãos. Você já observou o que faz com suas mãos, por exemplo: a caminho do trabalho? Quem usa transporte coletivo, principalmente, já na subida do meio de transporte coloca suas mãos em objetos e alças metálicas, corrimãos, onde outras centenas, milhares de mãos fazem a mesma coisa - sem que haja uma higienização a cada viagem.

Ao chegar na escola, no trabalho, a quantidade de pessoas que cumprimentamos e tocamos pode ser muito grande. Lavar as mãos é a melhor higiene, mas não há água nos meios de transportes. Seria bom que nós mesmos levássemos algum frasco na bolsa ou mochila para que ao sair da condução pudéssemos fazer alguma higienização.


Torneiras e pias públicas. Seria muito bom que nos terminais de ônibus urbanos - fora dos banheiros - também tivessem torneiras e pias externas somente para se lavar as mãos. E sabonete líquido. Quantas enfermidades - além da gripe suína - poderiam ser evitadas ou levadas para casa ou para o trabalho se esta facilidade estivesse ao alcance dos usuários?


Ações de solidariedade

Pessoas gripadas - não temos definitivamente o hábito do uso de máscaras contra gripe. Não estou falando de uma ação de defesa para evitar a gripe de outros. Como a gripe comum custa caro ao bolso seria uma atitude muito solidária se quem estivesse com gripe utilizasse uma máscara dentro dos meios de transportes públicos para não espalhar vírus ao longo do caminho para centenas de pessoas. Que por sua vez, acionam o efeito dominó. Se não é possível ficar em casa por causa de uma gripe, ao menos que evite disseminar o mal.

Definitivamente não penso em pregar idéias hipocondríacas. Eu trabalho na área da saúde. Sei que bilhões são gastos todo ano no tratamento dos males de nosso povo. Muitos desses males podem ser evitados se houver uma conscientização - minha e sua - de que ações simples podem prevenir males enquanto trazem economia. Em lugar de pavor por gripe suína ou por qualquer doença, na verdade, deveríamos nos surpreender é com o nosso despreparo em preveni-las.


É muito possível, que à semelhança de Estados Unidos, México, Chile e Argentina, autoridades brasileiras venham a fechar as portas, temporariamente, de escolas, universidades, creches, eventualmente até de meios de transporte de massas. Principalmente se não houver imunização com uma vacina até dezembro 2009. O pior da gripe suína não será em 2009, mas no inverno do ano seguinte, quando o vírus já estiver presente em todos os estados.

Mudança de hábito I

Água potável. Por mau hábito ou tradição, não sei, bebemos menos água do que é preciso. Não beber água no inverno é natural. Não sentimos calor, nem sede. Esta falta de hidratação no inverno gera em nosso organismo um ambiente mais que propício para o desenvolvimento de viroses e uma série de outros males que vão dos rins à própria pele do rosto. E falando de rosto, pele, água é muito mais barato que cremes farmacêuticos.

Mudança de hábito II

Arejamento. Uma das razões para tantas alergias, na Capital paulista são os ambientes hermeticamente fechados das residências. Fungos, ácaros e bactérias ficam muito agradecidos com isso. Mas esses micro-organismos são muito mal agradecidos. Eles nos retribuem com alergias, rinites, sinusites, e uma série de males insuspeitos. Se a sua casa passa o dia inteiro fechada, assim que chegar abra portas e janelas. Ventile sua casa. Quando for construir pense em planejar uma casa com bons recursos de arejamento.

Cuidados alimentares.

Divulguei há poucos dias aqui no Blog que tipo de alimentação garante um bom sistema imunológico. Nosso corpo, além de água, precisa de equilíbrio orgânico e mineral. Como somos feitos do pó da terra nosso corpo possue e diferentes proporções uma composição de mais de 80 elementos químicos. Basta que falte um, para que haja insuficiência ou superabundância de outro.

Muito interessante é que os alimentos mais ricos em vitaminas sejam principalmente verduras e legumes. Quem por exemplo gosta mais de couve, almeirão ou cebola mais que um hambúrger ou outro tipo de fast-food? Já está mais do que na hora de introduzir mais verduras legumes e frutas em nossos (maus) hábitos alimentares.


A gripe suína vai colocar em cheque, agora, hábitos e tradições antigos. Antes que, eventualmente, ela bata à porta da sua casa, comece a cuidar melhor desta maravilhosa máquina que Deus lhe deu: o corpo humano.